ptenfrdeitrues

Simbologia Maçonica

Simbologia Maçonica - Simbolos Maçónicos - Maçonaria Portuguesa

Os rituais Maçónicos são riquissimos em simbologia e expressões emblemáticas que vão sendo transmitidos aos Maçons com a sua progressão pelos diversos graus da Maçonaria.

Acácia - Ou “mimosa”, representa a inocência e a pureza, a segurança e a certeza. Foi um ramo de acácia que os companheiros de Hiram encontraram no seu túmulo improvisado. A Acácia é inicialmente um símbolo da verdadeira Iniciação para uma nova vida, a ressurreição para uma vida futura
Avental - Simbolo do trabalho Maçónico. Os aprendizes e companheiros usam avental branco sem qualquer ornamento. Existem obediências em que os companheiros usam avental branco, bordoado com a côr do rito. Os mestres usam avental branco, bordoado com a côr do rito (azul ou vermelho), com letras/simbolos da mesma côr da banda.
Cinzel - Símbolo da força e da tenacidade, do discernimento, dos conhecimentoa adquiridos e das decisões tomadas. É inseparável do malhete.
Colunas - Símbolo dos limites do mundo, da vida e da morte, do elemento masculino e do elemento feminino, do activo e do passivo.
Compasso - Representa a justiça e a exactidão, símbolo do espírito, do pensamento, do relativo (círculo) dependente do ponto ínicial (absoluto). Os circulos traçados com o compasso representam as lojas.
Corda de nós - Corda de nós e borla nas extremidades, em volta da parte superior do templo. Simboliza a união fraterna entre os maçons. Dependente do rito praticado pode variar o numero de nós na corda.
Delta - Triângulo equilátero luminoso, frequentemente electrificado, símbolo da força expandindo-se. Presente em vários ritos.
Espada - Símbolo do Verbo, do pensamento activo transmitido pelo iniciado.
Esquadro - Resultado da união da linha vertical com a linha horizontal, é o simbolo da rectidão e também da acção do Homem sobre a matéria e sobre si mesmo. Simboliza a moralidade.
Estrela de 5 pontas - Também chamada de “pentagrama”, é o canon do numero de ouro, ou seja, é o simbolo do Homem Perfeito, da Humanidade pleno entre Pai e Filho, o Homem nos seus cinco aspectos: fisico, emocional, mental, intuitivo e espiritual, o Homem de braços abertos mas sem virilidade porque dominou as suas paixões e emoções. As estrelas representam as lágrimas da veleza da criação. Tem no centro a letra G.
Fio de prumo - Símbolo da profundidade do conhecimento e da sua rectidão. Significa ainda a elevação do progresso inicial.
Lua - Como reflexo do Sol, simboliza a vida e a saúde. Simbolo do feminino, da instabilidade, da mudança, da imaginação e da sensibilidade.
Malhete - Pequeno martelo, emblema da vontade activa, do trabalho e da força material. Instrumento de direcção, poder e autoridade.
Nível - Símbolo da igualdade social básica e da serenidade imparcial do juizo. Representa também a justiça para com os semelhantes.
Pavimento mosaico - Também chamado de “quadrado longo”, chão de xadrez preto e branco, com que devem ser revestidos os templos. Símbolo da diversidade, da oposição dos contrários, do bem e do mal, do espírito e do corpo, da luz e das trevas.
Pedra bruta - Símbolo das imperfeições do espirito que o maçon deve procurar corrigir, da liberdade total do aprendiz e do maçon em geral.
Pedra cúbica - Símbolo da obra prima que o aprendiz deve realizar.
Régua - Símbolo da rectidão, do método, da lei, do aperfeiçoamento em toda a construção. Simbolo caracteristico do rito de Memphis Misraim.
Romã - Símbolo da unidade entre os maçons, separados na sua individualidade e personalidade mas unidos por um ideal comum.
Sol - Símbolo da vida, da saúde, do equilibrio, da força.

Templo - Representa o coração humano. Símbolo da construção maçónica por excelência, da paz profunda para que caminham todos os maçons.
Três pontos - Símbolo com várias interpretações, luz, trevas e tempo, nascimento, vida e morte, sabedoria, força e beleza, liberdade, igualdade e fraternidade.
Triângulo - O triângulo com o olho no meio simboliza o Sol, a expressão visivel de Deus, de que emana a luz e a vida..