ptenfrdeitrues

Reportagem do Salão do Livro Maçónico, em Portugal.

Reportagem do primeiro Salão do Livro Maçónico, em Portugal, organizado pela Grande Loja Simbólica de Portugal, Grande Loja Simbólica da Lusitania e Grande Oriente Lusitano. O Grande Oriente de França esteve presente, apoiando esta iniciativa da Maçonaria Portuguesa.  

 

Franc Maçonnerie Magazine

 

A prestigiada revista maçonica francesa Franc Maçonnerie Magazine, deu destaque, na sua ultima edição, á realização do primeiro Salão do Livro Maçonico, em Portugal, organizado pela Grande Loja Simbólica de Portugal e pela Grande Loja Simbolica da Lusitania.

Franc Maçonnerie Magazine.jpg Salão Livro Maçonico 1.JPG

 

As Conferencias do Salão do Livro Maçónico

 

Durante os dois dias do Salão do Livro Maçónico, foram realizadas seis conferencias, com uma grande participação de publico e com um nivel de excelencia nos temas abordados, na comemoração dos 300 anos da Maçonaria.

No painel de Conferencistas estiveram Roger Dachez - Conferencia: Ritos Egípcios; Dimitri Arsenakis - Conferencia: Passado, Presente e Futuro do Grande Oriente de França; Carlos Otero - Conferencia: Mozart e a Maçonaria; Jose Manuel Anes - Conferencia: Maçonaria em Portugal; Pedro Martins - Conferencia: Pensamento Maçónico de Antonio Telmo; Antonio Ventura - Conferencia: 300 anos de Maçonaria.

IMG_3714.jpg

 

Lançamento do livro: A Maçonaria Egípcia em Portugal. O Rito Antigo e Primitivo Memphis Misraim.

 Horizontal-Positivo.jpg

No decorrer do Salão do Livro Maçonico, vai ser lançado o livro: A Maçonaria Egipcia em Portugal. O Rito Antigo e Primitivo Memphis Misraim.

Trata-se da Historia e das suas especifidades deste Rito, que é considerado o mais espiritualista da Maçonaria Universal.

O Rito Antigo e Primitivo Memphis Misraim, está representado pela Grande Loja Simbólica de Portugal (via masculina) e pela Grande Loja Simbólica de Lusitania (via mista) que trabalham com as Cartas Patente do Grande Oriente de França (maior Obediencia Maçonica Francesa da Maçonaria Liberal).

A autora é Ana Margarida Santos, advogada e investigadora.

Colaboraram nesta obra: Louis Daly, presidente do CLIPSAS (maior organização mundial da Maçonaria Liberal),  

Jean Iozia, Primeiro Patriarca Grande Conservador da Grande Ordem Egipcia do Grande Oriente de França, 

Pedro Rangel, Grão Mestre da Grande Loja Simbólica de Portugal e

Isabel Viana, Grã Mestre da Grande Loja Simbólica da Lusitania 

 9789898867001_cp.jpg9789898867001_cc.jpg

Livraria: http://www.maconariaportugal.com/livraria/258-a-maconaria-egipcia-em-portugal-rito-antigo-e-primitivo-memphis-misraim

 

 

Conferencista Carlos Otero

Horizontal-Positivo.jpg 

 Conferencia de sabado, ás 15h

IMG_1119.jpg

Conferencista, 

Carlos Otero

Nasceu em Lisboa em 1943. Vive em Paris há 53 anos. Ali estudou canto, teatro e música, na École Normale de Musique, mas foi sobretudo em cena que se aperfeiçoou. No T.N.P. de Paris teve ocasião de representar três peças, entre as quais La Folie de Chaillot, de J. Giradoux, com a actriz Edwige Feullière e Arturo Ul, de B. Brecht, com o actor Robert Hirsch.

Com o encenador Georges Wilson, trabalhou a técnica teatral. Participou duas vezes no festival de Aix-en-Provence, com O Barbeiro de Sevilha, de Rossini, e a Flauta Mágica de Mozart. Cantou o repertório clássico de ópera, opereta, oratória, comédia musical e, no teatro Marigny de Paris, criou em língua francesa a comédia musical Le Violon sur le Troit, com uma encenação de Jerome Robbins. Tem feito digressões de teatro declamado em França e no estrangeiro, num total de mais de 3200 representações públicas.

Como actor, tem interpretado inúmeros filmes para o cinema e para a televisão francesa, assim como dobragens de filmes estrangeiros. É o realizador duma curta metragem para o cinema, com música de Rossini.

Em Paris, fundou e é director artístico duma companhia de ópera cómica, com a qual apresentou as óperas: Rita e D. Pasquale de Donizetti, A Flauta Mágica  e D. Giovanni de Mozart, A Pericholle de Offenbach, O Barbeiro de Sevilha e A Cinderella de Rossini. Esta última apresentada igualmente ao público português no Centro Cultural de Belém.

É autor de uma adaptação teatral, em francês, de um romance de John Steinbeck, bem como da tradução e adaptação de uma peça de teatro chileno, de um guião de filme sobre a história da opereta francesa e duma biografia do compositor A. Salieri, intitulada; Carta Aberta a AMADEUS.

Ultimamente obteve uma licenciatura de música na Sorbonne de Paris.

Conferencista Pedro Martins

Horizontal-Positivo.jpg 

 Conferencia de sabado, ás 11h

11227963_534379336727021_4017032137937941649_n.jpg

Conferencista, 

Pedro Martins

Pedro Martins nasceu em Lisboa, em 1971. Licenciou-se em Direito em 1993, pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. É advogado. Vive em Sesimbra. Conviveu com o filósofo António Telmo, de quem é um seguidor.

É autor dos livros: 

- O Anjo e a Sombra: Teixeira de Pascoaes e a Filosofia Portuguesa (2007); 

- O Céu e o Quadrante: desocultação de Álvaro Ribeiro (2008); 

- O Segredo do Grão Vasco: de Coimbra a Viseu, o 515 de Dante (2011); 

- Teoria Nova da Saudade (2013); 

- Agostinho da Silva em Sesimbra (em colaboração com António Reis Marques, 2014; 2.ª edição, revista e aumentada, 2017, no prelo); 

- Cartas de Agostinho da Silva para António Telmo (em colaboração com João Ferreira e Rui Lopo, 2014); 

- Um António Telmo: Marranismo, Kabbalah e Maçonaria (2015);

- António Quadros e António Telmo – Epistolário e Estudos Complementares (em colaboração com Mafalda Ferro e Rui Lopo, 2015);

- A Liberdade Guiando o Povo – Uma Aproximação a Agostinho da Silva (2016); e

- Agostinho da Silva – A Última Entrevista de Imprensa (2016, em colaboração com António Ladeira e José Pedro Guerreiro Xavier).

Tem colaboração nas revistas A Ideia, Devir, Invenire, Callipole, Teoremas de Filosofia, Nova Águia Cadernos de Filosofia Extravagante.

Fundador do Projecto António Telmo. Vida e Obra, integra a coordenação editorial das Obras Completas de António Telmo e a direcção da Colecção Thomé Nathanael – Estudos sobre António Telmo. Integra a coordenação do GEAS – Gabinete de Estudos Agostinho da Silva, em Sampaio, Sesimbra.

Investigador do projecto Redenção e Escatologia no Pensamento Português, da Universidade Católica Portuguesa. Membro do Conselho Fiscal do Centro de Estudos Bocageanos. Integrou a Comissão Científica das Comemorações dos 250 anos do nascimento de Bocage. Membro do Conselho Consultivo da Fundação António Quadros.

Tem participado em colóquios e congressos internacionais dedicados a figuras como Cervantes, Verney, Bocage, Sampaio Bruno, Pascoaes e Agostinho da Silva e a temas como a Saudade e o Espírito Santo. 

Entre 1999 e 2005, foi co-editor da agenda cultural Sesimbra Eventos e co-coordenador da Colecção Livros de Sesimbra.

 

Conferencista Antonio Ventura

Horizontal-Positivo.jpg 

 Conferencia de domingo, ás 17h

GetResource.gif

Conferencista, 

Antonio Ventura

Doutor em Letras (Histórias Contemporânea) e com o título de Agregado. Professor catedrático do Departamento de História da Faculdade de Letras de Lisboa. Director das Área de História da mesma Faculdade. Académico de Número da Academia Portuguesa da História (Cadeira nº 5). Académico Correspondente da Academia de Marinha (Classe de História Marítima). Fez conferências e participou em congressos científicos em Espanha, França, Itália, Suíça, Luxemburgo, Estados Unidos da América, Canadá, Macau, China, Polónia, Bélgica, México e Rússia. Também proferiu dezenas de conferências de norte a sul do país, nomeadamente sobre a História da Maçonaria.

É autor de uma vasta bibliografia sobre História Contemporânea com mais de 300 trabalhos publicados. No campo dos estudos sobre a Maçonaria em Portugal, publicou: A Maçonaria no Distrito de Portalegre (2007); A Carbonária em Portugal 1897 – 1910 (2008); A Maçonaria no Concelho de Mafra (1910 – 1935) (2009); Revoltar para Resistir. A Maçonaria em Almada (1898 – 1937), (2010); Os Constituintes de 1911 e a Maçonaria (2011); Magalhães Lima, um Idealista impenitente (2011); A Marinha de Guerra Portuguesa e a Maçonaria (2013) Uma História da Maçonaria em Portugal 1727-1986 (2013) (Prémio de História Moderna e Contemporânea, Fundação Calouste Gulbenkian, da Academia Portuguesa da História); Silêncio e Virtude. Uma História da Maçonaria Feminina em Portugal (2016); Chefes de Governo maçons. Portugal 1835-2016 (2017); «A Maçonaria e as Invasões Francesas» Turres Veteras XI. A Guerra Peninsular Torres Vedras, 2008; «A Maçonaria em Amarante», II Congresso Histórico de Amarante, 2009; «A Maçonaria em Penamacor», Penamacor 800 Anos de História (2009); «A Vereação Republicana de Lisboa em 1908 e a Maçonaria», Centenário da Vereação Republicana de Lisboa (2010); «As Sociedades Secretas e a Revolução», Olhares sobre a I República (2010); «A Maçonaria nos Concelhos da Margem Sul do Tejo», A República nos Concelhos da Margem Sul, (2011); «A Maçonaria no Concelho de Montemor-o-Novo 1908-1901» Cinco Olhares sobre a República, (2013); «As Três Lojas Montanha», O Eterno Retorno: Estudos em Homenagem a António Reis (2013). 

  • 1
  • 2